Como a Fox e a Disney estão matando meu amor pela Marvel Comics (mas eu continuo lendo igual)

Toda maldita vez que eu ouço a notícia de que logo essa bosta vai ser lançada eu tenho muita vontade de chorar:

death-of-x-cover-1

Sob a manutenção da Walt Disney Company, os quadrinhos da Marvel pareciam estar caminhando de vento em popa – com heróis e heroínas novas surgindo de todos os lados, representando uma nova geração de leitores.

Aí aconteceu Civil War II… E os quadrinhos de X-Men pós Guerras Secretas (2016). Eventos nos quais personagens os quais passamos a amar ao longo dos anos, estão sendo destruídos e descaracterizados pelas mãos dos executivos da Disney, afim de, ironicamente, promover o Universo Cinemático da Marvel.

Spoilers pra Secret Wars (2015), Captain America Steve Rogers, Civil War II, All-New Inhumans, All-New X-Men vol. 2, Extraordinary X-Men, Infinity #3 e Invincible Iron Man vol. 2 à seguir.

Eu sempre amei os heróis da Marvel. Sempre assistia todos os desenhos e filmes, jogava todos os jogos. Só não era muito fã dos gibis porque eles sempre foram muito confusos. Aí quando saiu Secret Wars – um evento nos quadrinhos da Marvel que reiniciaria toda a Terra-616. Eu senti que era uma boa hora pra começar. E eu comecei com todos os quadrinhos novos da Marvel que haviam sido lançados junto ou depois de Ms. Marvel Vol. 3, assim como algumas séries mais antigas que me despertaram interesse (Alias de 2001 e Loki: Agent of Asgard de Abril de 2014).

As histórias que estavam acontecendo no Marvel Now eram INCRÍVEIS, principalmente as histórias envolvendo Thor e Loki. E eu me apaixonei muito perdidamente pela Kamala Khan como a nova Ms. Marvel. E os X-Men estavam bem divertidos também, apesar de não tanto quanto as outras revistinhas. Tava meio difícil engolir a parada do Ciclope ter virado um vilão, mas com o Xavier morto (de novo), acho plausível.

Aí teve a Secret Wars, as Guerras Secretas, que foi esse grande evento onde a terra-616 (universo principal) e 1610 (Universo Ultimate) iam se colidir e criar um universo novo dominado pelo dr. Doom. E essa história serviu de dois propósitos:

sw2-2

O primeiro foi unir os dois universos principais da Marvel em uma continuidade só. Ninguém gostava do universo Ultimate. A única parte boa dele era o Miles Morales como Homem-Aranha. Os quadrinhos Ultimate não vendiam, então foda-se, agora vai ser tudo um universo só.

O segundo objetivo foi uma história de despedida para o Quarteto Fantástico. A Disney não podia deixar a Marvel continuar publicando histórias do quarteto porque isso geraria propaganda e dinheiro de graça pra Fox, que se recusou a fazer o acordo de direitos cinematográficos com a Disney com essas personagens. Então Jonathan Hickman ficou encarregado de dar um fim no famoso time de heróis. Mas ele não foi um carrasco. Ele foi o sacerdote que celebrou o funeral dessa família com todas as honrarias possíveis.

Reed, Susan, Franklin, e Valeria Richards se tornaram os criadores do novo universo da Marvel; O Coisa se tornou um dos membros dos Guardiões da Galáxia; E o Tocha Humana agora é um agente da S.H.I.E.L.D., bff do Homem-Aranha. E o Doutor Destino? O arqui-inimigo do Quarteto? O Reed Richards fez questão de concertar a cara dele nesse novo universo, e agora ele ajuda os heróis da Marvel contra as forças do mau e virou bff do Tony Stark.

Porque não dá pra ter o mesmo respeito com os X-Men?

terrigen-cloud

Essa é a despedida dos X-Men. Uma nuvem.

Porque a Tempestade não pode simplesmente LEVAR A NUVEM PRA OUTRO LUGAR? Ela controla o tempo, pelo amor de Deus.

A parada da nuvem é o seguinte. Os Inumanos são uma raça de alienígenas que opera como uma monarquia absolutista (inclusive eu ouvi dizer que as histórias dos Inumanos são muito parecidas com Game of Thrones, só que no espaço, e com super-poderes). O Rei dos Inumanos, Raio Negro, tinha feito um plano com um dos seus mais leais servos, Lorde Maximus, o Louco, de que um dia todas as espécies da galáxia se uniriam sob a genética inumana, e não haveria mais guerra sobre supremacia genética. Os dois criaram, então, uma bomba de Terragênese (que é uma fumacinha mágica que faz com que os inumanos passem pela sua transformação). O conselho dos inumanos não gostou nem um pouco da ideia porque a exposição à terragênese não é um direito – e sim um privilégio – que só aqueles mais preparados poderiam experimentar. Além disso, a terragênese se provou mortal a qualquer pessoa de descendência humana. Em Infinity #3, Thanos invadiu Attilan – a capital flutuante dos Inumanos na Terra -, e numa luta épica contra o Raio Negro, a bomba de terragênese foi detonada, e Attilan foi destruída. Não apenas isso, a nuvem de terragênese formada pela bomba começou a se espalhar pelo mundo inteiro.

Para o terror da humanidade e da raça mutante, a terragênese começou a mexer com a genética de todas as pessoas do planeta. E várias pessoas ao redor do globo começaram a entrar em estado de transformação inumana. A população do mundo, ignorante ao atentado de Atillan, começou a culpar essas transformações repentinas como uma doença que estava sendo espalhada pelos MUTANTES. E o ódio contra os homo superioris voltou com tudo. Como se isso não fosse o suficiente, a terragênese é tóxica para os mutantes. Alguns mutante perdem seus poderes; outros perdem controle dos seus poderes; outros morrem com uma sobrecarga dos seus próprios poderes; e todos eles se tornam completamente estéreis. (Isso me lembra aquela parada que fizeram com os Krogans em Mass Effect).

death_of_x_1_wraparound_variant_by_aaron_kuder

Isso é a coisa mais estúpida que eu já tive que escrever, sinceramente. Essa bosta dessa bomba de terragênese já explodiu uma vez e não matou todos os mutantes do mundo e nem começou a transformar metade do planeta em inumano.

Essa capa alternativa de Death of X parece uma provocação contra X-Men. Tipo X-Men fedem, Inumanos mandam.

Isso só existe pra Marvel parar de dar dinheiro pra Fox com o merchandising de X-Men – que tem os direitos sobre os filmes de X-Men e a uma boa parcela de qualquer venda de merchandising.

Pra adicionar ainda mais um insulto ao caixão dos mutantes, a Marvel ainda transformou o Scott Summers num vilão, e matou ele FORA DOS QUADRINHOS. Aparentemente agora todomundo odeia mutantes de novo por causa de alguma merda muito grande que o Ciclope fez que acabou matando ele. E nunca explicaram o que aconteceu. Aparentemente Death of X vai explicar o que aconteceu com o Scott, depois de sei lá quantos meses de um mistério muito desnecessário.

E depois disso, vai vir Inhumans vs. X-Men; que provavelmente vai ser o último prego no caixão e dos X-Men.

E eu não ligaria muito pra isso, se a Fox estivesse fazendo filmes bons de X-Men. Mas não está. Eu amei Fist Class e Days of Future Past, mas Age of Apocalypse… Ugh.

E eu também acho essa história de cortar as asinhas da Fox parando de fazer quadrinhos dos X-Men e do Quarteto Fantástico meio hipócrita porque NINGUÉM tá cortando os quadrinhos do Deadpool. Na verdade a cada mês que passa, tem mais e mais quadrinhos relacionados ao Deadpool.

x-men-origins-deadpool

Agora, porque fazer mais quadrinhos relacionados ao Deadpool, mas não aos outros heróis sob o guarda-chuva da Fox?

Porque o Deadpool vende camiseta. O deadpool vende caneca, boné, poster. Merchan dá MUITO mais dinheiro do que gibis ou filmes. E tanto a Fox quanto a Disney estão lucrando o suficiente com o segundo caçador de recompensas mais overrated da história da cultura pop (o primeiro sendo o Boba Fett).

Isso é só minha opinião pessoal, e eu acho muito massa se você curte o deadpool, mas eu sinceramente não vejo graça nesse imbecil. Ele é pansexual, ok, mas não deixa de ser um machista objetificador ultra-violento nojento. Pelo menos pra mim. E as piadas dele são mega forçadas. Se eu quisesse ler piadinhas de quebrar a quarta parede eu lia She-Hulk. Ela pelo menos me faz rir.

Desculpa a crítica completamente fora de lugar. Vamos voltar ao assunto -q

Mas eu ainda tenho uma esperança relacionada à história de All-New X-Men, mas antes de falar de coisa boa, vamos falar de outra merda que a Disney anda fazendo com a Marvel.

civil-war-ii-4-doublepage-spread

“Lembram de Guerra Civil? Tipo aquele filme que a gente fez com um uma trama bem melhor que a dos quadrinhos? Então, a gente resolver fazer outro quadrinho de Guerra Civil, mas com um dos nossos piores escritores chefiando o evento.”

Isso é Guerra Civil 2. Título provavelmente feito pra promover o filme Capitão América: Guerra Civil, mas com uma história tão absurda eu preferia que nunca tivesse acontecido.

A parada é a seguinte. Tem um inumano que consegue prever crimes, aí a Carol Denvers decide virar presidente do mundo e começa a usar esse inumano pra prender criminosos antes que eles cometam algum crime (hã?). E o Tony Stark tá tipo “guria, você tá loca?”.

No filme e no quadrinho original, você podia escolher um lado. Existiam argumentos bons dos dois lados. Mas essa luta da Carol e do Tony parece birra de adolescente.

As inconsistências nesse evento estão ainda mais sem sentido do que no resto do mundo dos quadrinhos. Por exemplo: Em Civil War II #3, o Bruce Banner foi morto para prevenir que o Hulk voltasse e matasse todomundo, sendo que em Totally Awesome Hulk, o Bruce já tinha sido curado pelo Amadeus Cho, e realmente pareceu que ele nunca mais ia se transformar de novo. O Bruce até diz que sentia saudade de pegar um resfriado e ter que ficar em casa comendo canja.

E quem matou o Hulk? O Gavião Arqueiro. Sob as ordens da Capitã Marvel. O mesmo Gavião que ficou do lado do Capitão América da primeira guerra, e NUNCA foi de simplesmente aceitar ordens idiotas. A epítema do herói bonzinho demais pro próprio bem. Matou o Bruce Banner.

Sabe, eu adoro quando a Marvel cria essas divisões ideológicas nso seus quadrinhos pra mostrar algum tipo de dilema que está acontecendo no mundo real. Por exemplo, os capitães américas. Os quadrinhos do Sam Wilson sempre falam de questões das minorias sociais, envolvendo raça, gênero, sexualidade, pobreza. Enquanto os quadrinhos do Steve Rogers são uma caçada para ele conseguir se tornar líder da Hydra e dominar o mundo. Isso reflete muito bem o dilema político que os Estados Unidos está enfrentando agora. De um lado nos temos as causas sociais que precisam ser abordadas em um nível de rua por uma pessoa que entende o que está acontecendo na rua (um homem negro), e do outro lado nós temos um fascista simpático cegado por teorias de conspiração. No universo da Marvel, o Steve Rogers teve suas memórias alteradas pelo Caveira Vermelha; no mundo real, o povo teve suas opiniões distorcidas pelo Donald Trump.

Mas isso não tem NADA a ver com o mundo real. Esse conflito já foi escrito antes várias vezes, e não faz porra de sentido nenhum.

E tipo, Marvel, Brian Michael Bendis… Como você me faz apaixonar pela Capitã Marvel só pra transformar ela numa Hitler wannabe poucos meses depois dela se tornar líder do Alpha Flight e uma das mulheres mais admiráveis da Marvel?

Esse evento matou a Capitã Marvel. O Homem de Ferro se recuperou da primeira Guerra Civil, e o Gavião Arqueiro provavelmente vai sobreviver essa morte moral que ele sofreu nas mãos do sr. Bendis (escritor de Guerra Civil II), mas ela nunca vai voltar a ser quem ela era antes. Capitã Marvel é uma vilã agora. E não são só os fãs que estão de coração partido.

civil_war_ii_vol_1_0_ms-_marvel_variant

A Ms. Marvel, Kamala Khan, uma das minhas heroínas favoritas da Marvel, também tá puta com a Carol, e não consegue entender o que tá acontecendo nessa bosta.

Sabe quem mais tá puto? O Ciclope. Pera ele não morreu? Então -q

Alguns X-Men adolescentes viajaram para o futuro pra conhecer os seus eus mais velhos. Quando o Scott mais velho fez merda, o scott mais novo disse “quer saber, eu vou forjar o meu próprio destino. Eu não vou ser ele.”

E aí tem essa nova imagem do próximo evento da Marvel, que eu acho que deve começar esse mês, onde os heróis que surgiram a partir de 2011 estão separados da galera das antigas (com a exceção óbvia do dr. Estranho).

3061358-inline-i-1-divided-we-stand-marvel-shell

Isso me faz imaginar que uma coisa muito importante e positiva vai acontecer com a Marvel depois de Guerra Civil. Os super heróis e heroínas jovens vão ver que essa galera velha… Não faz nada direito. Eles vivem brigando entre si por coisas que não fazer a porra do menor sentido quando eles deveria estar, sei lá, SALVANDO O MUNDO?! Então eu creio que os heróis jovens, provavelmente liderados pela nova Homem de Ferro (ela vai se chamar assim mesmo, gente? -q), vão se unir na própria equipe pra fazer coisas heroicas de verdade, enquanto os adultos ficam matando uns aos outros.

E se eu for ver uma Marvel formada completamente por personagens novas; ou majoritariamente personagens novas, com os heróis antigos servindo de suporte, eu ia ficar muuuuuito feliz.

E essa é a minha esperança de que algo bom ainda pode sair dos quadrinhos da Marvel, mas a situação ideal ainda seria a Fox e a Disney pararem de cu doce e pararem de matar os meus X-Men de uma forma tão ridícula (e sei lá… demitir o Brian Michael Bendis).


Quer mais opiniões assim? Ou outras coisas completamente não relacionadas a esse assunto? Da uma ajudinha lá no Patreon que eu te dou um beijo no coração~

patreon

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.