Para nos tornarmos melhores do que nós mesmas

Ontem a noite, muitas de nós pensamos em desistir. Foi coisa demais pra uma noite só. Nossas famílias parentes e amigos – mais de 49 milhões de pessoas – nos traíram.
A gente se sente derrotada. O Bolsonaro nem venceu ainda e as redes sociais estão borbulhando com crimes de ódio contra nós.

As mais vulneráveis entre nós pensam em fugir pro Uruguai, Argentina ou Europa. E eu empatizo com elas, e desejo sorte no que decidirem fazer, mas A Onda do fascismo não parou nas fronteiras da Alemanha, não parou nas fronteiras dos Estados Unidos, e certamente não vai parar nas fronteiras do Brasil.

Não vou dizer pra ninguém fazer algo que se sinta desconfortável fazendo, mas estamos todas no mesmo barco, e a luta contra o fascismo é maior do que qualquer uma de nós. Mais do que nunca é hora da gente se unir, e militar como nunca militamos antes.

Existem duas coisas que nós devemos fazer agora que o segundo turno mais importante da história do país está há semanas de distância:

1. Nos armar.
Cada uma de nós deve se conhecer e compreender a melhor forma de contribuir para lutar contra o fascismo. Para algumas de nós será pela força física e proeza marcial. Para outras será conhecimento de primeiros socorros. Para outras será conhecimento, político, tático, histórico, que quer que seja. Para outras será a habilidade de comunicação. Todas essas são as nossas armas para lutar contra o fascismo. Encontre a arma que lhe cabe, e aprimore-a.

2. Nos unir.
Eu sei. A gente não se gosta. Se eu pudesse viver o resto da minha vida sozinha no meu quarto interagindo o mínimo possível com qualquer ser humano, eu viveria. Mas há algo maior do que eu mesma acontecendo aqui, e maior do que qualquer uma de nós.

A gente não se gosta. A gente briga. Uns são de direita, outras de esquerda. Umas anarquistas, outras comunistas, outras acreditam na liberdade do mercado. Algumas de nós gostam de gatos, outros de cachorros. Foda-se. Nenhuma diferença pessoal importa quando o fascismo está batendo as nossas portas.

Procurem os coletivos antifascistas mais próximo de vocês, e se organizem.

Não entrem em pânico. O único jeito de nos salvarmos é nos unindo, deixando as diferenças de lado e lutarmos contra o inimigo comum.

Aqueles que podem nos defender fisicamente, nos defenderão fisicamente. Quem puder cuidar de pessoas feridas, se prontifique a cuidar de pessoas feridas. Quem puder participar de ações de rua com protestos, proteste. Quem puder oferecer apoio moral, ofereça.

Todas tem um papel para usar nessa luta. Seja na rua, seja com a sua família, seja no whatsapp ou na mesa do bar.

Para ajudar vocês, nas próximas três semanas, eu usarei a página do Facebook para compartilhar notícias e artigos que possam ajudar vocês a construir seus argumentos #EleNão e levá-los para as suas famílias, parentes, amigos e motoristas de Uber. Se não der pra convencer que o Haddad é uma boa opção, pelo menos dá pra convencer que o Bolsonaro é pior. E agradeceria se me mandassem, no nosso grupo (Facebook e Telegram), no meu email, ou no PV da página, todo tipo de notícia ou artigo que possa conter argumentos bons contra o Jair Bolsonaro ou a favor do Fernando Haddad.

Felizmente e infelizmente ao mesmo tempo, o pior estrago que o Bolsonaro poderia ter feito ele já fez. Então além disso eu sugiro que a gente procure se informar sobre defesa pessoal e primeiros socorros. Se vocês souberem de algo assim, me informem e eu repassarei tudo que eu achar o mais rápido possível.

Não é segredo pra ninguém que eu sou uma bruxa. E bruxas trabalham no escuro. Nenhuma bruxa tem medo das trevas que estão por vir, e nenhuma bruxa tem medo de fogueira. E nenhuma de nós deve temer isso.

Podemos sentir medo. DEVEMOS sentir medo. Pois é só pelo medo que surge a coragem.

Essa é a oportunidade que nós como comunidade temos para sermos melhores do que nós somos individualmente. Essa é a oportunidade para sermos pessoas melhores do que jamais fomos. Essa é a oportunidade para mudar as coisas por melhor por toda a eternidade.

Quem estiver comigo, curta, compartilhe, espame. Fascismo nunca mais.
#EleNão #EleNunca #EleJamais

PS: Se você tem outra plataforma de comunicação, sugiro que faça o mesmo e chame as pessoas para se unir e lutar contra o fascismo iminente.


Para as leitoras antigas do Blog

Eu não posto há três meses no blog porque muita coisa tem acontecido na minha vida e eu realmente perdi noção do tempo e da responsabilidade. Eu já sabia há três meses atrás que não haveriam mais postagens por um bom tempo e eu avisei as minhas incríveis madrinhas e cancelei as colaborações. Deixei o blog dormir um pouco.

Com a atual situação política na qual nos encontramos, não sei se o blog vai acordar tão cedo, mas o Facebook vai estar sem descanso até o segundo turno.

Mas o blog voltará. E os meios de contribuir com ele também voltarão.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.