She-Ra, Marvel e As Princesas Sapatão

Final de abril vai estrear o novo filme dos Vingadores, e eu até pensei em entrar no trem do hype e fazer algo relacionado aos filmes da Marvel. Mas pra que bater em cachorro morto?

Filmes da Marvel não são nada além de bons. Filmes gostosos de ver no cinema e comentar com os amigos, mas no final das contas é o mesmo filme sendo lançado 3 vezes por ano.

Capitã Marvel, entretanto, me intrigou. Não sobre o filme em si – ele é exatamente como todo mundo esperava que ele fosse – mas sobre uma outra super heroína loira consideravelmente parecida. E o produto criado para promover essa outra super heroína é muito mais interessante pra mim como crítica midiática do que a Capitã saiya-jin.

Essa super heroína é a She-Ra de She-Ra E As Princesas do Poder, desenho animado lançado em 2018 na Netflix que ganhará uma segunda temporada na mesma semana do lançamento de Vingadores: Ultimato no final desse mês.

Então como uma boa crítica interessada em trabalhos audiovisuais envolvendo super-heroínas eu vou falar sobre She-Ra e todas as suas semelhanças e diferenças com as heroínas da Marvel, do Steven Universo e dos demais trabalhos de Noelle Stevenson.

Continuar lendo

Eu Sou Uma Mulher Trans. Estou No Armário. Não Vou Sair Dele.

Antes de vocês passarem pro texto da Jennifer, eu, a editora, Felicia Guerreiro, gostaria de fazer umas observações.

Esse texto não é a coisa mais polêmica do mundo na internet anglófona (que fala inglês), mas várias ideias apresentadas aqui provavelmente vão demolir algumas ideias de transgeneridade populares na comunidade LGBT e feminista brasileira. A autora do texto também desafia a forma como o feminismo é feito e propagado nos dias de hoje enquanto conta uma história muito íntima sobre a sua transgeneridade. E eu AMO essa autora por isso.

Não tomo as palavras dela como as minhas, mas defendê-las-ei com tudo que tenho.

E esse texto também tem uma linguagem um pouco acadêmica e difícil de entender. Eu geralmente não gosto de publicar esse tipo de texto, mas abri uma exceção pela mensagem aqui ser poderosa demais pra deixar passar.

TEXTO ORIGINAL

Eu Sou Uma Mulher Trans. Estou No Armário. Não Vou Sair Dele.

Texto por Jennifer Coates; Traduzido por Felicia Guerreiro

Continuar lendo

Sobre Passabilidade E Disforia

Arte por Tessa Black

Aí a Felicia aparece aqui pra vocês dizendo “passabilidade não existe e pessoas cis são bobonas”. E aí? Como é que fica esse abalo das estruturas da ideia de transgeneridade? Provavelmente não vai abalar porra nenhuma pra você porque eu não sou a primeira pessoa trans no Brasil apontando o quão ridícula é essa ideia de passabilidade.

Mas quanto mais vozes melhor né? E algo meio besta aconteceu comigo uns dias atrás pra provar que passabilidade cisgênera simplesmente não existe. Continuar lendo

Diário Aelatório no Dia do Orgulho

#NoFilter é uma campanha da organização do Orgulho LGBT em Londres sobre ser você mesme, sem filtros. E eu achei que tinha tudo a ver com o post de hoje.

Por enquanto esse texto não tem título (vai ter quando ele for publicado, mas sei lá qual vai ser, eu to improvisando aqui). E… Nossa. Eu to feliz nessa noite de aniversário de Stonewall porque eu sinto que uma parede de pedra acabou de ser derrubada (ha! Tendeu?). E eu me sinto mais lésbica agora do que eu me senti durante a maior parte da minha transição.

É. Acho que o post vai ser sobre isso. Minha identidade lésbica. Sabe porque? Porque eu sou trans, mas eu também sou sapata! E vai tomar no cu, que sapata gostosa eu sou! Continuar lendo

#GiveElsaAGirlfriend e porquê Frozen é meu filme favorito

Dia 12 de março desse ano foi confirmado que um Frozen 2 será produzido, mas ele não será lançado até 2018. Jennifer Lee e Chris Buck vão voltar pra dirigir o filme  e a Idina Meznel e Kristen Bell voltarão como Elsa e Anna.

E tudo isso é maravilhoso e coisa e tal, mas o que todomundo quer saber é: A Elsa vai vai ganhar uma namorada?!

Pequenos spoilers de Frozen, Mulan e Star Wars Episódio VII à seguir. Continuar lendo

20 Mulheres ALBT fictícias que inspiram a Felicia

Okay, eu sei que faz um tempo que o dia da mulher já passou, mas, ei! Antes tarde duke nukem.

Me inspirei num texto da Clarice do Ideias em Roxo e resolvi fazer uma lista de um monte de minas fictícias que eu curto pra caramba, mas a lista ficou grande demais, então eu fiz uma lista de personagens que me inspiram, e ainda assim ela ficou longa pra caralho, então eu encurtei mais ainda pra mulheres ALBT fictícias que me inspiram!

Isso inclui mulheres cis lésbicas, assexuais e bi/pan/poli/multi/omnissexuais, mulheres trans e pessoas transfemininas de todas as sexualidades, e pessoas com gênero fluído que passam boa parte do tempo se apresentando como mulheres.

E mesmo assim a lista ficou gigantesca. São 20 mulheres divididas em 16 itens e 4 categorias. E ainda tem mensões honrosas.

Antes de prosseguirmos com a lista, alguns esclarecimentos:
Continuar lendo

Trans In Games – Dragon Age – Maevaris Tilani

Aproveitando o climão de Dragon Age, eu resolvi falar sobre uma das personagens mais lindas da história da fantasia medieval. E também uma das poucas personagens no mundo dos jogos eletrônicos que é canonicamente trans.

CUIDADO, pois esse post contém spoilers de Dragon Age: Those Who Speak, Dragon Age: Until We Sleep, Dragon Age: Inquisition, Dragon Age: Inquisition: Trespasser  e…. Sense 8? Pois é.

Eu já falei dela em outro artigo (que eu recomendo que leiam antes de ler esse), mas agora eu quero entrar em mais detalhes sobre a vida, a magia e a beleza de… Continuar lendo